.

HISTÓRIA DE JAGUARARI

Foram os Patachós, dentre outros índios, os primitivos habitantes da região.
A área da Cidade integrava, no século XVII as terras da fazenda "Sítio Jaguarari", de propriedade de Vítor, Teodoro José Bonfim, Margarida de Barros e José Manoel da Paixão.
Colonos procedentes de localidades vizinhas atraídos pela fertilidade das terras, formaram um povoado que. em 1888, estava bastante desenvolvido.
Em 1893, Jaguarari passou a integrar o município de Senhor do Bonfim, como um dos seus distritos, permanecendo nessa condição até a criação do Município.
Suprimido e anexado ao município de Senhor do Bonfim, pelo Decreto Estadual n.° 7.202, de 16 de Janeiro de 1931, criou-se em Jaguarari uma Subprefeitura. pelo Decreto Estadual n.° 7.203. da mesma data.
Em 15 de julho de 1933, foi restaurado pelo Decreto Estadual n.º 8.545, com território mais uma vez desmembrado do município de Senhor do Bonfim.
Pelo Decreto-Lei Estadual n.° 141, de 31 de dezembro de 1943, foi novamente anexado a Senhor do Bonfim, do qual voltou a ser desmembrado em 1° de junho de 1940, pelo Decreto Estadual nº 12.978.
O topônimo Jaguarari é de origem indígena, significando "Onça Pequena".
Formação Administrativa
O Distrito foi criado em 23 de outubro de 1893 pela Lei n.° 11 e o Município. em 6 de agosto de 1926, pela Lei n.º 1905, com território desmembrado do de Senhor do Bonfim.
O Decreto Estadual n.º 7.202, de 16 de janeiro de 1931, suprimiu-o, sendo restaurado e suprimido outras vezes, até que o Decreto n.° 12.978, de 1.° de Junho de 1944, restaurou-o definitivamente.
Na Divisão Territorial de 1944-1948 figurava com um único distrito, o da Sede.
Posteriormente, compõem-no o da Sede e o de Juacema.